Recursos

Nanopartículas vs. Câncer

Alguns dos maiores avanços que vêm da medicina moderna podem também ser os maís minúsculos.

 James Pitt, Slate / traduzido por  Áquila Mazzinghy

Por algumas décadas, os cientistas têm aprendido a modelar moléculas que podem atuar no corpo humano. Estamos falando de partículas minúsculas que podem manipular processos biológicos – projetadas para ligarem-se umas às outras e bloquearem a enzima essencial para a replicação do HIV, para ajudarem a destruir  tumores e não destruir as células saudáveis, e para unirem artérias após a cirurgias.

Neste nível minúsculo, também conhecido como nanoscopia ou escala nanoscópica,  os químicos estão construindo e manipulando matérias tão pequenas como átomos, pequenas moléculas, proteínas, anticorpos, e bases de DNA que tem menos do que 100 nanômetros de largura. Esses objetos são muito menores que as células do corpo. Muitos são ainda menores do que até mesmo a fina membrana que mantém a célula humana unida.

O tamanho das nanopartículas as tornam particularmente úteis contra inimigos como o câncer. Ao contrário de vasos normais de sangue que se ramificam de forma suave e têm fluxo no mesmo sentido, os vasos sanguíneos em tumores são uma “bagunça desordenada”. E assim como a sujeira se acumula no encanamento ruim, as nanopartículas, ao que parece, podem ser projetadas para se desenvolverem nestes locais com crescimento desordenado cancerígeno.

Esta peculiaridade dos tumores levou a um número imenso de esquemas relacionados com a nanotecnologia para destruir o câncer. A abordagem clássica envolve “entregar” drogas para as nanopartículas que asseguram a entrega do medicamento aos tumores, mas não às partes saudáveis do corpo. Um método mais “selvagem” envolve procedimentos como usar um tipo especial de nanopartículas que absorve a luz infravermelha. O processo envolve apontar um laser através da pele, de modo que as partículas aqueçam de dentro para fora queimando o tumor.

Há um grande número de histórias de sucesso em que cientistas tem conseguido utilizar a nanotecnologia na pesquisa da cura do câncer e de outras doenças que você pode ler aqui:

http://www.slate.com/articles/technology/future_tense/2016/09/using_machine_learning_to_predict_how_nanoparticles_will_react_in_the_human.html

Comentários