Grupos

Grupo ABC² realizada jornada de estudos em Maceió

O grupo local da ABC² em Maceió/AL promoveu, nos dias 01 e 02 de Fevereiro, a I Jornada de Fé e Ciência na capital alagoana. O evento aconteceu no Auditório da Biblioteca Central da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e contou com a participação de cerca de 100 pessoas. Seu principal objetivo foi incentivar o diálogo entre fé e ciência na universidade.

A jornada começou com a exibição do documentário “O Teste da Fé” e em seguida foi realizada a primeira palestra do dia com o tema “A compatibilidade entre Fé e Ciência” apresentada pelo estudante de filosofia Marco Antônio.

Em seguida, Ebson Wilkerson, mestre em Linguística, falou sobre “Uma breve análise da interação entre Ciência e Religião na tradição cristã” e depois o doutor em física Erving Ximendes (líder do grupo em Maceió) falou sobre “Atributos Divinos das Leis Científicas”. Ao final do primeiro dia, uma mesa redonda foi composta pelos três palestrantes e os participantes da Jornada puderam interagir fazendo diversas perguntas durante cerca de uma hora. Questões ligadas à teoria da evolução, ao criacionismo, à eutanásia, aos experimentos com animais sob uma ótica cristã e ao anti-intelectualismo do meio religioso foram direcionadas as principais.

Ao iniciar o segundo dia da Jornada, após a exibição do documentário “O diálogo entre a Fé Cristã e Ciência no Brasil”, foram realizadas mais duas palestras. A primeira delas foi feita pela Dra. Nallyane Gouveia, radio oncologista, sob o tema “Como o cristão pode manter a fé no meio acadêmico?”. Em seguida, o Dr. Wagner Ferreira, docente do Instituto de Física da UFAL, deu uma palestra de título “As constantes do Universo”. Uma nova mesa redonda foi formada pelos palestrantes. Temas como multiversos, evolucionismo teísta, o problema do sofrimento, “Deus das Lacunas” foram algumas das questões polêmicas levantadas.

Em primeiro lugar gostaria de parabenizar pelo evento. Foi gratificante estar presente e bastante construtivo, além de edificante. Continuem nessa empreitada gerando os bons frutos e representando a Igreja num meio tão hostil que é o acadêmico” – Lucas Vinícius, um universitário cristão.

De modo geral, achei que os palestrantes foram bem parcimoniosos, não usando argumentos extravagantes que alguns costumam usar, o que me fez gostar do evento. […] O momento que julgo ser mais digno de críticas foi aquele em que foi falado que ‘o Cristianismo é a única religião certa’. Isso estimula a intolerância religiosa. […] No entanto, como já citei, gostei do evento e acho que, de modo geral, houve bastante bom senso.” – comentário anônimo recolhido em pesquisa no evento.

O evento foi um sucesso e os participantes estavam ansiosos por saber quando será a segunda edição. “Ficamos impressionados com a quantidade de pessoas demonstrou interesse na Jornada, em especial, pelos universitários cristãos que destacaram a necessidade de um constante diálogo entre Fé e Ciência.”, ressaltou Erving, líder do grupo.

Se você ainda não assistiu ao documentário “O diálogo entre a Fé Cristã e Ciência no Brasil”, faça isso agora: bit.ly/DOCABC²

Se você quer abrir um grupo de estudos e também realizar jornadas em sua cidade, acesse: http://www.cristaosnaciencia.org.br/recursos/a-forca-da-abc%C2%B2-esta-em-seus-grupos-locais/

Comentários